Home
Artigos
Giro Noturno
Contato
Edições Anteriores
 

Programa de Apoio da CPFL tem reunião de capacitação

Prêmio de R$ 140 mil será utilizado para a elaboração do diagnóstico

Santa Cruz, Serra Azul e Cajuru são vencedoras em conjunto de prêmio da empresa
Realizada nesta quarta-feira(10), no Centro Social Urbano (CSU) de Santa Cruz da Esperança, a primeira reunião de capacitação do projeto que irá elaborar o diagnóstico de crianças e adolescentes dos municípios de Cajuru, Serra Azul e Santa Cruz da Esperança. O projeto é patrocinado pela Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) e visa diagnosticar as principais demandas nessas faixas etárias, do ponto de vista sócio-econômico e estabelecer políticas públicas que tragam avanços efetivos na proteção desse público alvo. A próxima reunião de capacitação está marcada para os dias primeiro e dois de junho, também em Santa Cruz.
O projeto conjunto entre os três municípios para a elaboração do diagnóstico reuniu representantes dos Conselhos Tutelares, das áreas de Saúde, Educação e Social de Santa Cruz da Esperança, Serra Azul e Cajuru para discutir a elaboração do diagnóstico de cada município. Concorreram ao projeto da CPFL 800 municípios na área de atendimento da concessionária de energia elétrica, sendo apenas 12 deles contemplados. O único projeto conjunto foi o que reuniu os três municípios, um fato considerado inédito.
As comissões de trabalho para a elaboração do diagnóstico ficarão sob a responsabilidade dos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e Adolescentes (CMDCAS), Conselho Tutelar, órgãos gestores das políticas de promoção e proteção. Para o desenvolvimento do diagnóstico, os municípios receberam da empresa R$ 140 mil, dinheiro que será utilizado na contratação especializada na elaboração do diagnóstico – a Órion, de Birigui, na capacitação e aquisição de equipamentos para o desenvolvimento do trabalho. A expectativa é a de que, até setembro, tudo esteja concluído.
Vulnerabilidade - O Programa CPFL de Apoio ao CMDCA existe desde 2002 e a partir de 2014 foi reestruturado, passando a apoiar os próprios CMDCAs no desenvolvimento de Diagnósticos da situação da criança e do adolescente e de Planos de Ação que atendam Causas Prioritárias nos Municípios. Com base na Resolução nº 137/10 do Conselho Nacional da Criança e Adolescente – Conanda, que define as responsabilidades dos Conselhos Municipais (realização de diagnóstico situacional, estabelecimento de prioridades e deliberação sobre as políticas públicas no âmbito municipal), as diretrizes do programa foram alteradas para apoiar o fortalecimento dos Conselhos Municipais, a gestão assertiva dos recursos do Fundo da Criança e do Adolescente, assim como na disseminação da Política Pública da Criança e Adolescente.
A reestruturação do programa, com o apoio direto aos Conselhos Municipais, permite compreender a situação de vulnerabilidade dos municípios e aplicar, de modo mais eficaz, os recursos para as reais necessidades das crianças e adolescentes nestes locais.