Home
Edições Anteriores

 

 

Por: Odete Rosa
e-mail: odeterosa9@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DICAS & TRUQUES

A base da vida é o respeito!

José Micard Teixeira

A base da vida não é o amor, mas o respeito, porque só existe amor onde existe respeito. Ninguém ama sem respeitar. Amar sem respeitar não é amar. É desrespeito. É abuso. É interesse. É tudo, menos o que se deseja.
Acredito cada vez mais que nada de significativo acontece na vida de cada um, sem que exista respeito, sobretudo por si mesmo. Permitir o desrespeito é não se amar. É fazer com que a nossa vida seja aquilo que os outros permitam que seja.
Não existe liberdade onde não existe respeito. Ninguém ama sem ser livre. Se não existe liberdade, o amor é uma tentativa para parecer amor no meio de todos os entraves à sua livre expressão. Amar sem ser livre é uma utopia. Não existe. É uma ilusão que nos alimenta na falta do verdadeiro amor.
Se você está num emprego de que não gosta, onde faz tudo contrariado e apenas pelo dinheiro no fim do mês, está desrespeitando a si mesmo e provocando seu próprio sofrimento e frustração. Logo, não existe amor por si nem pelo que faz.
Se você está numa relação em que não há respeito, ou que você permite o desrespeito pela outra pessoa, a verdade é que não existe amor. Logo, a falta de respeito é uma evidência da ausência de amor.
Se você está numa situação qualquer em que não se sente respeitado, nada de significativo acontece a não ser que se faça respeitar. As aprendizagens pelo desrespeito são sempre as mais duras e difíceis.
O desrespeito aprisiona quem é vítima dele. Se não se conseguir sair, tal desrespeito vai condicionar toda a sua vida, porque você não consegue ser livre para ser você mesmo. Mais uma vez, sem respeito não existe liberdade nem amor próprio. Sem respeito, existe vitimização. Sem respeito, existe apenas sobrevivência. Sem respeito, existe carência em demasia. Sem respeito, existe mentira, esforço, controle, apego, medo da mudança, infelicidade, falta de alegria e sorrisos, e existe ingratidão, porque tudo parece estar contra nós.
Para que exista amor na sua vida e amor por si próprio, respeite a si mesmo, acima de qualquer pessoa, respeite a sua vida e seja grato, porque só através da gratidão você vai conseguir respeitar a sua vida mais do que a dos outros.
O respeito é a base de tudo na vida. Não o respeito ganho através do medo. Apenas o respeito feito para chegar ao amor. Só esse e mais nenhum. Por isso, respeite-se e não permita ser desrespeitado. Transforme-se na pessoa mais respeitada por si mesmo… e você será livre para sempre.


Frase do dia:
“Há três métodos para ganhar sabedoria: primeiro, por reflexão, que é o mais nobre; segundo, por imitação, que é o mais fácil; e terceiro, por experiência, que é o mais amargo.”
Confúcio


Bom dia a todos leitores e leitoras. A convite do diretor e proprietário do Jornal de Cajuru, Resiere Morgado Júnior, a quem agradeço, com muita honra e prazer volto a escrever minha coluna nesse jornal, onde já fiz esse papel por muitos anos.
Como sempre o meu escrito vai ser sempre para tentar alegrar e entreter as pessoas, seja nas recordações, nas brincadeiras ou até em uma crítica construtiva, sei muito bem, e é verdade, que falar dos defeitos das pessoas é muito fácil e dá mais “ibope”, mas na minha criação aprendi a ver o lado bom das pessoas.
Hoje vou compartilhar com vocês um texto que escrevi já faz algum tempo, mas que não foi publicado em nenhum jornal, saiu somente nas redes sociais. Quem já participou da famosa SUC – Semana Universitária Cajuruense, com certeza vai gostar dessa recordação, assim espero.
LEMBRANÇAS...
Tempos atrás aconteceu uma importante e gostosa competição esportiva entre os alunos do colégio Pirâmide, lá no clube Recanto da Amizade. Eu, como pai de aluno e marido de professora, prestigiei o evento. Mas na hora da competição o passado me veio na cabeça e comecei a lembrar da Semana Universitária Cajuruense, a famosa SUC e logo comecei a sonhar.
Onde estão os organizadores? Paulinho Sordi, Netinho Caselli, Pedrinho Benvenuto e Micuin Elias, onde estão vocês? Procuro então o chefe da equipe, quem seria? Dutão? Zé Lagoa? Marreta? Cabrita? Mateus? Marcelão? Marcelo Barbosa? Danilinho? Luiz Antônio? Silvinho Longo? Negão? Puxa vida, não encontrei nenhum deles...mas talvez posso chamar as chefes das equipes femininas: Marta Menta, Rosana Malite, Magda e Rita Monti, Mirian da Sabesp, Silvinha Peão, Garapão, Rita e Mirian Elias, Maria Egle, Paula Menta, Leila Ré, Simoni Magalhães, Ana Amélia, Ana Paula Coelho, Renata Jacob...cadê vocês?
Os jogos vão começar...Gente precisamos chamar os boleiros, o futebol de salão vai começar:
Atenção: Sergio Ney, Carlos Agnezini, Filzinho, Bimba, Valtinho, Tatão, Carcereiro, Tubarão, Pedrinho Andrade, Tadeu Tubinho, Patinho, João Mambrini, Serjão Doretéia, Gilberto e Gilson Marques, Milã, Carlim Dandão, Celso Cajuru, Xixi, Bajão, Boddy, Nivaldo, Patinho, Biagi, Zé Neto...Vamos aquecer. Bom, temos os jogos de salão. No ping Pong temos o Rã, o Toddy, o Hermes, o Edmundinho, e os irmãos Mentinha. Já no xadrez vamos chamar os jogadores. Atenção: Nando e Teio Elias, Carlão e Cássio Orsi, João Xavier. O jogo vai começar...Gente, esqueci da Semana Cultural. Vai ter show de Rádio. Atenção Juliano, atenção Chicolão, o show vai começar.
Não posso me esquecer do momento da beleza feminina. A concorrida disputa da Miss SUC. Quanta gente bonita, e já ouço a voz do Marcão Malite chamando as meninas na passarela. Apresentamos Helena Esper, Gorete Menta, Antônia Leila, Rosinha, Simoni Magalhães, Márcia Longo, Ariane, Ana Claudia, Lurdinha Gioia, Luciana. Essa meninas representam a beleza e simpatia da mulher cajuruense.
Não posso me esquecer da criançada, a competição vai ser no Campo de Aviação. Vamos lá Paulão e Stela Sordi. Vamos Rodrigo, Thais, Pedro, Daniel, Duda, Carolina, Ana, Nana e Gabriel, Zé Mineiro, Dudu Coelho, Ana Carolina Ré, Riêne... Já no Renascença lotado, temos também o jogo de bocha já ouça a batida das bolas no tablado e os gritos da Cássia do Tito na torcida. Disputa acirrada. Seu Luiz Sordi, Miroti, Roberto Menta, Jairo Iunes, Guerino, Romeu e Ludão...
Amanhã tem gincana. Todos devem comparecer logo cedo na praça central. Atenção Tarcísio, Tia Gorda, Robertinho Menta, João Luiz, Lulu, Meire e Zezé Mesquita, João Coco e Ana Sordi, Ruth Elias, Alice e Antonieta, Marmelada, Soraia e Sumaia, Lara e Ziziani, Karla e Io Elias, Cristina Dias, Baiano e Fabinho, Moises Furquim... Acordar cedo? Mas o baile da SUC nem terminou... Vamos acordar para a realidade. O baile terminou, a gincana acabou, os jogos terminaram, as luzes do Renascença se apagaram para sempre. A SUC acabou. Hoje ela é viva só nas boas lembranças das centenas e centenas de pessoas que tiveram o prazer, a felicidade e a alegria de participar. A SUC continua viva, mas só dentro dos nossos corações. Essa é a nossa maior medalha. SAUDADES...
BOM FINAL DE SEMANA A TODOS, E FIQUEM COM DEUS.