Home
Artigos
Giro Noturno
Contato
Edições Anteriores
 

Aparição de onças aumenta e preocupa sitiantes

Da redação
Já abordamos este assunto aqui no Jornal de Cajuru, no ano passado, quando um sitiante nos procurou para informar que avistou, em sua propriedade, uma onça parda acompanhada de um filhote e com um detalhe, a onça portava uma coleira no pescoço. Naquela ocasião entramos em contato com a Polícia Ambiental e IBAMA, em Ribeirão Preto, e a informação foi de que não havia registro de nenhuma soltura controlada ocorrida nos últimos tempos na região de Cajuru.
Agora o assunto voltou a fazer parte de nossa pauta. Nos últimos dias, chegou até nós a informação novamente do aparecimento com muita frequência de onças, desta vez sem coleiras, na região sudeste em que Cajuru faz divisa com Santa Cruz da Esperança e na região leste, divisa entre Cajuru e Santo Antônio da Alegria.
De acordo com depoimento de sitiantes, as onças atacam principalmente galinhas e fogem, reaparecendo novamente alguns dias depois para novamente se alimentarem. De acordo ainda com os sitiantes, a grande preocupação é de possíveis ataques aos moradores, principalmente crianças que vivem e se locomovem pelas propriedades.
Novamente entramos em contato com os órgãos responsáveis pela defesa e proteção da fauna e flora em nossa região, e tanto no IBAMA quanto na Polícia Ambiental, a orientação é de que ao avistar um animal silvestre especificamente uma onça parda, não se deve fazer nenhum gesto que represente algum tipo de ameaça, desta forma o animal não fará nenhum ataque. Na verdade estes animais estão aparecendo com mais frequência devido a maior necessidade de procura por alimento principalmente pelas grandes áreas desmatadas.