Home
Artigos
Giro Noturno
Contato
Edições Anteriores

 

 

Captação de água do Cubatão foi desativada esta semana

Na Lagoa de Captação, este é o volume no córrego das Brotas, a imagem reflete a gravidade da situação hídrica que vivemos
Da redação
No decorrer desta semana a Sabesp desligou os dois motores que estavam bombeando água do rio Cubatão para a ETA-Estação de Tratamento de água de Cajuru.
A crise de abastecimento de água devido ao período de seca está rondando a cidade e muito embora o volume na captação, localizado na antiga fazenda Engenho de Serra de baixo, o que levou a Sabesp a desligar os dois motores foi o alto custo de mantê-los ligados por 24 horas, em torno de dois mil reais por dia.
Para manter funcionando a captação no rio Cubatão, com 6 polegadas, são necessários dois motores de alta propulsão. Como o desnível é de 200 metros, é necessário um motor no nível zero, e outro na metade, ou seja com 100 metros, e a partir daí, do segundo motor, mandar água até a ETA.
Muito embora com muita preocupação, hoje o abastecimento da cidade está sendo mantido em sistema extraordinário pelo córrego das Brotas (represa de captação) e pelo Ribeirão Vermelho com um motor estacionário.