Home
Artigos
Giro Noturno
Contato
Edições Anteriores

 

 

Homem morreu soterrado em porto no Rio Pardo

Da redação
Tudo aconteceu nesta terça-feira (05/09) em um porto que atua na retirada areia no Rio Pardo localizado na margem de Cajuru.
De acordo com depoimento de uma testemunha que consta no Boletim de Ocorrência, o funcionário do porto Lucio José Franca, de 51 anos de idade, operava um funil de areia até que em determinado momento a estrutura de ferro não resistiu o peso e caiu soterrando o trabalhador que acabou morrendo.
O delegado titular de Cajuru Rodrigo Patto já iniciou as investigações que irão apontar as causas e as responsabilidades pelo caso.
Vale a pena lembrar que esta atividade mineraria que está presente em toda extensão do rio Pardo há quase um século opera de forma precária e praticamente sem nenhuma segurança em termos funcionais no que se refere aos operários que trabalham em condições insalubres.
A situação se agrava ainda mais quando se observa que a maioria dos portos que estão em operação não possuem todas as licenças exigidas pela legislação que controla as empresas mineradoras.
O corpo da vítima foi sepultado em Santa Rosa de Viterbo onde reside toda sua família.