Home
Artigos
Giro Noturno
Contato
Edições Anteriores
 

Comemoração ao Dia da Mulher em grande estilo em Santa Cruz

A equipe do CRAS realizou no dia 08 de Março, no Centro Social Urbano, um grandioso evento em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, na qual compareceu cerca de 200 pessoas, em sua maioria mulheres.
Na abertura, os participantes assinaram uma lista de presença e no ato ganhavam um numero para sorteios de vários brindes durante a programação.
O professor Alexandre fez abertura do evento em seguida passou a palavra para o Prefeito senhor Dimar o qual parabenizou as mulheres pelo o seu dia e agradeceu a presença de todos.
Tanto a sequencia a equipe do CRAS, realizou uma palestra em homenagem a mulheres. Logo após foram apresentadas quatro mulheres as quais foram contempladas com corte de cabelo, escova, hidratação, serviços de manicure e pedicure, sobrancelha e maquiagem sendo este serviço doados por profissionais de beleza do município.
Finalizando o evento foram realizados sorteios de vários brindes e servido um delicioso coffebreack e cada mulher ganhou um copo personalizado do dia da MULHER.
O CRAS agradece todos os colaboradores e parabeniza todas as mulheres!
A origem -As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Sem dúvida, o incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento.
Desde o final do século 19, organizações femininas oriundas de movimentos operários protestavam em vários países da Europa e nos Estados Unidos. As jornadas de trabalho de aproximadamente 15 horas diárias e os salários medíocres introduzidos pela Revolução Industrial levaram as mulheres a greves para reivindicar melhores condições de trabalho e o fim do trabalho infantil, comum nas fábricas durante o período.
O primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos, quando cerca de 1500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. No ano seguinte, o Partido Socialista dos EUA oficializou a data como sendo 28 de fevereiro, com um protesto que reuniu mais de 3 mil pessoas no centro de Nova York e culminou, em novembro de 1909, em uma longa greve têxtil que fechou quase 500 fábricas americanas.
Em 1910, durante a II Conferência Internacional de Mulheres Socialistas na Dinamarca, uma resolução para a criação de uma data anual para a celebração dos direitos da mulher foi aprovada por mais de cem representantes de 17 países. O objetivo era honrar as lutas femininas e, assim, obter suporte para instituir o sufrágio universal em diversas nações.
Com a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) eclodiram ainda mais protestos em todo o mundo. Mas foi em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro no calendário Juliano, adotado pela Rússia até então), quando aproximadamente 90 mil operárias manifestaram-se contra o Czar Nicolau II, as más condições de trabalho, a fome e a participação russa na guerra - em um protesto conhecido como "Pão e Paz" - que a data consagrou-se, embora tenha sido oficializada como Dia Internacional da Mulher, apenas em 1921